puerto cabello emboscada

100 mortos na Venezuela três anos após Revolução Cubana

O diário Últimas Notícias informava mais de 100 mortos em confronto na cidade da costa norte da Venezuela em 1962, envolvendo grupo pró-Fidel três anos após a Revolução Cubana. Conhecido como ‘El Porteñazo’, o movimento teve participação ainda de fuzileiros navais e membros da Forças Armadas para Libertação Nacional (FALN). A revolta, de algumas semanas, foi controlada pelas forças de segurança do presidente Rómulo Betancourt.

Historiadores falam em ‘emboscadas’ e conflito ‘casa a casa’.

Hoje Puerto Cabello, que fica à 210 quilômetros à Oeste da capital Caracas, tem o maior porto do país.